notícias

Seguir ou não seguir?

Corredores analisam os prós e os contras de ter de cumprir os exercícios indicados pelas assessorias esportivas.

O primeiro dia em uma assessoria esportiva é de conversa. O aluno fala o que deseja com os treinamentos e as provas que planeja completar. O treinador escuta tudo e avalia se a pessoa está apta a realizar atividades físicas. Em seguida, monta uma planilha de treinamentos de acordo com o que foi apurado. Com seus prós e contras, este é um caminho para se ter uma evolução esportiva. No entanto, não é único.

Raphael Pazos e sua treinadora Márcia Ferreira

Seguir uma planilha requer tempo, dedicação e dinheiro, já que é necessário a ajuda de um profissional especializado. Uma assessoria esportiva custa, em média, R$ 150. E é sempre bom ter alguém que entenda do assunto ao seu lado. Com esforço, dificilmente não se não alcançará o objetivo.

— A maioria dos meus alunos se surpreende com os resultados que alcançaram depois de seguir uma planilha. Já tive casos da pessoa não conseguir completar 10km, mas, depois de quatro meses de treinamento, realizar sua primeira maratona — afirma Márcia Ferreira, treinadora e dona de uma assessoria esportiva.

Um desses atletas que conseguiu evoluir com orientação técnica foi o hoteleiro Raphael Pazos. De sedentário em 2001, aos 26 anos, hoje ele é triatleta.

— Naquela época, pesava 96kg e estava insatisfeito com meu estilo de vida. Comecei a frequentar academia e a fazer treinos de corrida na praia — conta ele.

.

Há dez anos, depois de um tempo na academia e correndo, Pazos resolveu participar de provas de rua. Ele sempre completava os percursos, mas ficava entre os últimos colocados. Em 2005, com 30 anos e 82kg, participou da Travessia dos Fortes. No ano seguinte, comprou uma bicicleta e virou triatleta. Pouco depois, Pazos entrou em uma assessoria esportiva. A partir de então, com a ajuda das planilhas, melhorou e passou a figurar entre os primeiros de sua categoria. Ele ficou emocionado ao ver sua família quando subiu no pódio como quarto colocado de uma etapa do Estadual de Triatlo. De 2008 a 2010, foram três participações em Ironmen.

O círculo de amigos de Pazos também mudou. A troca de estilo de vida fez com que suas principais amizades hoje sejam do mundo da corrida. Estas, aliás, foram peças fundamentais para sua evolução esportiva.

— Não foi só a planilha que fez com que eu perdesse peso e melhorasse o meu desempenho esportivo. Também foram responsáveis a família e os amigos da assessoria esportiva. Estes foram decisivos na melhora de qualidade da minha vida — comenta Pazos.

Fonte: Blog Pulso

[facebook]

Gostou desse post? Então compartilhe com os seus amigos!
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on vk
VK
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Deixe o seu comentário
Posts Relacionados
Últimos Posts

TREINUS

Consulte agora a sua planilha de treino e feedbacks.
  • Pesquisar

  • Categorias

  • lugar

TREINUS

Consulte agora a sua planilha de treino e feedbacks.
  • Pesquisar

  • Categorias

  • lugar