notícias

Para todas as MULHERES

Adriana Gaspar - Atleta da Equipe Márcia Ferreira

A corrida é um esporte fácil, prático e barato de se praticar, porém devemos tomar os devidos cuidados ao iniciá-lo. Seja com relação à saúde ou com o treinamento. Nos últimos anos o número de corredores tem crescido muito e com ele o numero de mulheres praticantes. Iniciei na corrida aos 15 anos e aos poucos fui conhecendo e, devido a minha profissão, estudando a importancia de um bom acompanhamento médico e técnico.

Quando comecei a participar das corridas de rua, por volta de 2001, lembro que dava todas as minhas camisetas para meu pai. Não havia numeração nem modelagem feminina…Nos últimos anos o numero de mulheres fisicamente ativas e preocupadas com a saúde de seus corpos vem crescendo e assim, o número de corredoras. Isso se refletiu enormemente na atenção dada pelos organizadores de corrida de rua em servir esse público tão exigente.

A corrida muitas vezes é a modalidade esportiva mais procurada por ser uma das mais simples de se realizar. Não se precisa de companhia, não é necessário gastos com locais para a prática, pode-se fazer a qualquer hora e o equipamento para a prática não é dos mais onerosos.

Como a atividade física aeróbica, a corrida traz inúmeros benefícios para todas as fazes da vida da mulher, entretanto, antes de começar a usufruir é importante uma avaliação adequada por um profissional especializado.

Na adolescência e no publico jovem essa prática não é muito comum, mas é importante principalmente para a formação do corpo da mulher que está na sua fase final, além de fazer com que a adolescente comece a criar o hábito da prática da atividade física, pois terá uma adaptação cardiorrespiratória e muscular mais rápida. Contudo, pelas exigências físicas maiores e preocupação excessiva com a estética, se deve tomar cuidado com a tríade da mulher atleta que é um distúrbio envolvendo grande gasto energético e baixo consumo de calorias.

Na vida adulta, a corrida traz benefícios com relação à prevenção de muitas doenças tais como: as cardiovasculares, a obesidade, a osteoporose e alguns tipos de câncer como o de mama. Ainda atua com moderador do humor melhorando transtornos  como a tensão pré-menstrual e a ansiedade, melhora a autoestima e o sono. Por volta dos 30 anos, o corpo da mulher esta mais maduro e ela tem mais chances de evoluir na corrida com menos riscos de lesões. Entretanto, a atenção deve ser redobrada principalmente naquelas que querem aumentar o volume de suas corridas e partir para as meias maratonas e maratonas. As lesões ortopédicas vêm crescendo muito nesse grupo de corredoras.

Quando a mulher se torna idosa a corrida também traz benefícios, entretanto o cuidado com uma boa avaliação cardiológica e ortopédica deve ser redobrado notadamente quando iniciado nesta faixa etária, além de uma orientação técnica adequada. Para aquelas que praticam corrida nesta etapa da vida, elas têm uma qualidade de vida melhor e são fisicamente mais bem preparadas para enfrentar o dia-a-dia e aproveitam melhor suas viagens e passeios, pois estão certamente melhor condicionadas. A corrida é um ótimo esporte para a mente e o corpo da mulher, entretanto deve ser feita sempre com segurança e orientação técnica.

[facebook]

Gostou desse post? Então compartilhe com os seus amigos!
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on vk
VK
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Deixe o seu comentário
Posts Relacionados
Últimos Posts

TREINUS

Consulte agora a sua planilha de treino e feedbacks.
  • Pesquisar

  • Categorias

  • lugar

TREINUS

Consulte agora a sua planilha de treino e feedbacks.
  • Pesquisar

  • Categorias

  • lugar