MFTeam é uma assessoria esportiva com mais de 18 anos de experiencia em Triathlon

Relato de Raphael Pazos sobre a 2ª etapa do Rio Triathlon

 

Raphael Pazos fez a distância Endurance no Rio Triathlon de domingo. O atleta da Equipe Márcia ferreira contou pra gente como foi sua prova.

Como avalia seu rendimento durante a prova?

Melhor do que o esperado. Estava prevendo terminar a prova em 3h mas o       resultado final foi de 2h:49, o que me garantiu a 28º lugar no geral e o 5º lugar na faixa etária.

Fala um pouco sobre cada uma das modalidades?
Natação com mar mexido e grande, fora a correnteza. por incrível que pareça mesmo nessas condições, os atletas tiveram que ‘correr na água’ aproximadamente uns 250m até começarem a conseguir nadar. Existia um tipo de banco de areia até chegarmos a um local onde pudéssemos efetivamente começar a dar braçadas. Isso para mim foi muito prejudicial, pois quando comecei a dar braçadas, já estava bufando e cansado dessa ‘corridinha’ extra!
Fora isso em ambas as voltas (2 x 750m) ao sair da água não tive a sorte de poder ‘pegar jacaré’ como os demais atletas fizeram e por isso tomei dois caldos, o que tambem me prejudicou.
Essa foi a primeira vez que eu larguei na frente. Fiz essa experiência por que sempre que largava atrás eu levava pernadas dos retardatários. Outra experiência que já venho fazendo há algum tempo é de competir sem relógio, fazendo uma prova 100% baseada na percepção do esforço. Vem dando certo.

 

Como se sentiu no pedal?
Como nessa prova o vácuo estava liberado, tive a sorte de pegar um pelotão forte e consciente. Digo consciente pois todos os atletas fizeram sua parte se revezando, onde todos se beneficiaram com isso. Conseguimos alcançar outros pelotões e ultrapassá-los sem problemas. Além disso a experiência dos triatletas que estavam nesse pelotão contribuiu também para não acontecer acidentes, principalmente de quedas por conta dos paralelepípedos que existiam no percurso.

 

E a corrida? – A temperatura prejudicou?
Para mim, uma prova de triathlon se ganha na corrida. Consegui manter um ritmo consistente sem forçar muito no começo, pois seriam 15km debaixo de um sol escaldante. Consegui manter um ritmo de 4:05min/km, ultrapassando vários atletas. Nos últimos 500m tive a sorte de ultrapassar o atleta Sergio de Vasconcelos Machado da minha faixa etária, garantindo assim o 5o lugar no pódio. No começo da prova o clima esta ótimo, mas ao final do ciclismo e na corrida o sol castigou bastante os atletas.

 

O que acha desta distância intermediária entre o Olímpico e o 70.3?
Acho excelente existir mais formatos de provas com distâncias diferentes para que atletas possam ir gradativamente se aperfeiçoando até estarem aptos a participarem de um 70.3 ou até mesmo um ironman. Me assusta muito os atletas iniciantes que sem ao menos terem participado de um Standard (antigo Olímpico) já encararem de vez uma prova de longas distâncias como essas.

 

Fez algum treino específico para esta prova?
Sim. Estou treinando para uma prova chamada HERCULES XTREM, em 26 de julho na cidade de La Coruña, na Espanha. Trata-se de uma prova com distâncias iguais as de um 70.3, mas não é da marca Ironman. Esse RioTriathlon serviu como um excelente treino.

 

Share